Development

Documentation/pt_BR/book/1.0/03-Running-Symfony (diff)

You must first sign up to be able to contribute.

Changes from Version 1 of Documentation/pt_BR/book/1.0/03-Running-Symfony

Show
Ignore:
Author:
frederico.camargo (IP: 200.17.210.153)
Timestamp:
10/05/07 14:32:02 (10 years ago)
Comment:

Incompleto

Legend:

Unmodified
Added
Removed
Modified
  • Documentation/pt_BR/book/1.0/03-Running-Symfony

    v0 v1  
     1Executando o Symfony 
     2 
     3Como você aprendeu em capítulos precedentes, a estrutura  Symfony é um conjunto de arquivos escritos em PHP. Um projeto Symfony usa estes arquivos, e assim que são instalados,  já se tornam disponíveis para o projeto. 
     4 
     5Por ser uma estrutura em PHP 5, Symfony requer PHP 5. Certifique-se que você tem o mesmo instalado  abrindo uma linha de comando e digitando este comando:/ 
     6 
     7 
     8Se o número de versão for 5.0 ou mais atual, você está pronto para a instalação, como descrito neste capítulo. 
     9 
     10Instalando a Caixa de Areia 
     11 
     12Se você quiser apenas ver o que o  Symfony é capaz, você irá provavelmente para a instalação rápida. Nesse caso, você necessita da Caixa de Areia. 
     13 
     14A Caixa de Areia  é uma  coleção simples de arquivos. Contem um projeto symfony vazio incluindo todas as bibliotecas requeridas (Symfony, o pake, cal, Creole, propele, e Phing), uma aplicação padrçao, e a configuração básica. Trabalhará fora da caixa, sem configuração específica do usuário ou nenhuns pacotes adicionais. 
     15 
     16Para instalá-lo, faça o  download o arquivo da Caixa de Areia de http://www.symfony-project.com/get/sf_sandbox.tgz. Descompacte-o no  diretório raiz do servidor configurado para seu usuário (geralmente WWW). Para fins de padronização, este capítulo suporá que você o descompactou no diretório sf_sandbox/. 
     17 
     18amarelo 
     19 
     20Ter todos os arquivos  sob o diretório raiz do servidor é muito bom para seus próprios testes em um host local, mas é uma prática má em um usuário de produção. Isso faz com que o interior da sua aplicação fique visível à usuários finais. 
     21 
     22fim do amarelo 
     23 
     24Teste sua instalação executando o Symfony CLI. Vá ao novo diretório sf_sandbox/ e digite o seguinte num sistema *nix. 
     25 
     26>>COMANDO 
     27 
     28No Windows,  este comando: 
     29 
     30>> COMANDO 
     31 
     32Você pode visualizar o número da versão da Caixa de Areia   
     33 
     34Agora se certifique que seu Servidor Web possa navegar na Caixa de Areia requisitando a seguinte URL 
     35 
     36>>URL 
     37 
     38Você deve ver uma página agradecendo a instalação como na figura 3-1, e significa que sua instalação está terminada. Se não, então uma mensagem de erro o guiará através das mudanças de configuração necessitadas. Você pode também consultar à seção “de pesquisa de  problemas” mais tarde neste capítulo. 
     39 
     40Figura 3-1 - Página dos agradecimentos da Caixa de Areia 
     41 
     42 
     43FIGURA 
     44 
     45A Caixa de Areia tem a finalidade de que você pratique a utiulização do Symfony em um computador local, e não desenvolver as aplicações complexas que podem terminar  no Servidor Web. Entretanto, a versão do Symfony o com a Caixa de Areia é inteiramente funcional e equivalente a essa que você pode instalar através do PEAR. 
     46 
     47Ao desinstalar uma Caixa de Areia, remova apenas o diretório de sf_sandbox/de seu diretorio do Servidor Web 
     48. 
     49Instalando as bibliotecas  Symfony 
     50 
     51Ao desenvolver uma aplicação, você necessitará provavelmente instalar duas vezes o  Symfony: uma vez para seu ambiente do desenvolvimento e uma vez para o Host (a menos que seu Host  já  tenha o Symfony instalado). Para cada usuário, você vai querer provavelmente evitar a duplicação mantendo todas os arquivos Symfony em um único lugar, se você desenvolve somente uma aplicação ou diversas aplicações. 
     52 
     53Como a estrutura Symfony evolui rapidamente, uma nova versão estável poderá ser liberada alguns dias após sua primeira instalação. Você necessita pensar do melhoramento da estrutura como um interesse principal, e essa é uma outra razão porque você deve compartilhar de um exemplo das bibliotecas Symfony através de todos seus projetos Symfony. 
     54 
     55Quando se instalam as bibliotecas para o desenvolvimento real da aplicação, você tem duas alternativas: 
     56 
     57    * A instalação do PEAR é recomendada para a maioria das pessoas. Pode fàcilmente ser compartilhada e promovida, e o processo da instalação é direto. 
     58    * A instalação do Subversion (SVN) deve ser usada somente pelos colaboradores avançados de PHP, que querem fazer exame das  melhoiias dos consertos  mais atrasados, adicionam características do seus próprios, e/ou as contribuem ao projeto Symfony. 
     59 
     60Symfony integra alguns outros pacotes: 
     61 
     62    * o pake é uma utilidade de CLI. 
     63    * o cal é uma utilidade testando da unidade. 
     64    * O Creole é um motor de abstração da base de dados.  Assicom como Dados objetos PHP  (PDO), ele fornece uma relação entre seu código e o código do SQL da base de dados, e fará possível comutar a um outro motor. 
     65    * Propelir é para ORM. Fornece a persistência do objeto e o serviço da pergunta. 
     66    * Phing é um CLI para propele. 
     67 
     68Pake e o cal são desenvolvidos pela equipe Symfony. O Creole, propele, e Phing vem de uma outra equipe e é liberado sob o GNU uma pequena licença geral pública (LGPL). Todos estes pacotes são empacotados com o Symfony. 
     69Instalando o pacote da PERA de Symfony 
     70 
     71O pacote symfony do PEAR contem as bibliotecas Symfony e todas suas dependências. Contem também um certificado que estenda seu CLI para incluir o comando Symfony. 
     72 
     73A primeira etapa para instalá-lo é adicionar o canal  Symfony ao PEAR, executando este comando: 
     74 
     75>> COMANDO 
     76 
     77Agora você está pronto para instalar a última versão estável do  Symfony. Emitir este comando: 
     78 
     79>>COMANDO 
     80 
     81É isto. Os arquivos e os CLI Symfony são instalados. Certifique-se de que a instalação termine chamando a linha de comando symfony nova, pedindo o número de versão: 
     82 
     83>> COMANDO 
     84 
     85amarelo 
     86 
     87Se você preferir instalar o beta o mais recente, que tem os reparos e os realces os mais recentes de erros, o tipo PEAR instala symfony/symfony-beta preferivelmente. As liberações Beta não são completamente estáveis e não são recomendadas geralmente para ambientes da produção. 
     88 
     89Fim do amarelo 
     90 
     91Como o segue Symfony do como dos diretórios do agora no. dos instaladas do são dos bibliotecas: 
     92 
     93    * $php_dir/symfony/contem como principais dos bibliotecas. 
     94    * $data_dir/symfony/contem o esqueleto de aplicações symfony; os módulos fazem o defeito; configuração de e, dados de i18n, diante do por do assim de e. 
     95    * $doc_dir/symfony/contem um documentação. 
     96    * $test_dir/symfony/contem testes de unidade. 
     97 
     98Como os variáveis fazem o da PERA do configuração de são parte de sua do _dir. Valores do seus do ver de Parágrafos, seguinte datilografar de o: